Foto: Shutterstock/iStock

De acordo com o Relatório de Andrés Oppenheimer, a epidemia de coronavírus na China afeta as economias latino-americanas, que já vinham enfrentando problemas nos últimos tempos, impactando no crescimento econômico da região.

Apesar de não haver uma cobertura midiática a respeito do assunto, diversas instituições financeiras internacionais se preocupam com o risco econômico que isso representa, já que a China é o principal parceiro comercial da maioria dos países da América Latina, como Brasil, Chile, Peru e Uruguai.


Com a quarentena enfrentada por dezenas de milhões de chineses, o consumo na China tem diminuído e, pode ser que a economia desacelere por esse motivo. O governo do Chile, por exemplo, informou que as exportações de salmão e frutas para a China foram afetadas. 

Compartilhe