Foto: Divulgação/ONU

A União Europeia e a ONU Mulheres firmaram um acordo de cooperação para previnir a violência e promover a proteção de mulheres defensoras dos direitos humanos, nesta quarta-feira (5), em Brasília (DF).


O projeto “Conectando Mulheres, defendendo direitos” é resultado do Relatório das Nações Unidas sobre a Situação das Mulheres Defensoras de Direitos Humanos de 2019, as defensoras são “mulheres atacadas por promover e proteger os direitos humanos por causa de sua identidade e por causa do que elas fazem”.


O relatório Front Line Defenders apontou que, em 2019, o Brasil era o 4º país mais violento para defensores dos direitos humanos no mundo. Os outros três países são Colômbia, Filipinas e Honduras. 

Compartilhe