Foto: Divulgação/Oceans of Energy

A Holanda será, provavelmente, ser o primeiro país do mundo a ter uma usina de energia solar flutuante. A expectativa é que, a partir de 2022, ela possa ser utilizada.

A estação de energia limpa, construída na água, deverá se chamar “Zon-op-Zee” (“Sol no Mar”, em tradução livre). O ambicioso projeto cria 2,5 mil m² de painéis solares sobre o mar, o que garante 15% mais eficiência do que as placas em terra firme.

O projeto é uma parceria entre o governo de Amsterdã, centros de pesquisa da Holanda e da União Europeia, supervisionado pela Universidade de Utrecht. Com início em 2019, espera-se que esteja pronto em 3 anos. 

Compartilhe