Foto: Antonio Augusto/Secom/PGR

A Procuradoria-Geral da República (PGR) encaminhou à primeira instância do Ministério Público Federal, nesta segunda feira (20), o processo de investigação do presidente da República, Jair Bolsonaro; o ministro da Saúde, Luiz Mandetta e o presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ).


Em 2019, o deputado federal Ivan Valente (Psol/SP) abriu o caso para investigar possíveis interferências na tramitação da Reforma da Previdência. Neste tipo de investigação, não há foro privilegiado.

Compartilhe