Foto: Pablo Jacob/Agência O Globo

O jornal Valor Econômico informou que, possivelmente, a Petrobras pode perder direito de preferência no próximo leilão do pré-sal, sob argumentação de que essa preferência afasta competidores por interferir na concorrência. 

Outra medida informada pelo secretário-especial da Fazenda, Waldery Rodrigues, é que o governo irá reduzir o bônus de assinatura ou o percentual de partilha do óleo com a União nos campos de Sépia e Atapu, já que os dois não receberam ofertas no leilão do ano passado.

Ainda segundo Walderly, há possibilidade de realizar os leilões em dezembro.   “Não descartamos fazer o leilão neste ano, mas é um calendário apertado”, afirmou o secretário. 

Compartilhe