Foto: Andre Coelho/Bloomberg

A equipe econômica do governo, representado pelo secretário especial de Desestatização, Desinvestimento e Mercados do Ministério da Economia, Salim Mattar, afirmou nesta terça-feira (14), que o governo pretende arrecadar R$150 bilhões em privatizações e vendas de ativos neste novo ano.

O objetivo, segundo ele, é fomentar desestatizações e gerar desinvestimentos no capital de 300 empresas, das quais algumas são estatais controladas, subsidiárias, coligadas e companhias que o Estado detém participações acionárias. A prioridade, de acordo com Mattar, é a Eletrobras. 

Para atingir a meta, o secretário depende da aprovação do Congresso para o “fast-track” (caminho rápido) para as privatizações, que incluiriam as estatais automaticamente na lista do Programa Nacional de Desestatização, trazendo celeridade para o processo.