Foto: Sérgio Lima/PODER 360

O presidente da República, Jair Bolsonaro, decidiu que os recursos destinados aos ministérios da Defesa e da Ciência, Tecnologia, Comunicações e Inovações não podem sofrer cortes de orçamento em 2020. 

No total foram R$7,2 bilhões blindados em despesas dos dois ministérios utilizadas para a construção de submarinos, compra de aeronaves e cargueiros militares. A decisão do presidente, por sua vez, permite que cortes severos em outras áreas, como educação, sejam mantidos. 

A equipe econômica havia recomendado que Bolsonaro vetasse todas as blindagens, mas sua decisão contrária foi tomada ao sancionar a Lei de Diretrizes Orçamentárias de 2020. O Ministério da Economia não se manifestou sobre o feito.

 

Compartilhe