Foto: Tony Winston/Agência Brasília

No terceiro trimestre de 2019, o Produto Interno Bruto (PIB) brasileiro cresceu 0,6%, acima do esperado pelos especialistas. O desempenho, segundo eles, foi puxado pelo consumo das famílias, do investimento, da indústria extrativa e da agropecuária.

Com essa surpresa, grande parte das projeções prevê um crescimento de 1%, sendo o terceiro ano consecutivo de baixo crescimento. O consumo das famílias, principal ingrediente do crescimento, representou 60% do impulso. 

A recuperação de renda per capita do Brasil ainda está longe de acontecer. Segundo o Valor, calculando o Ibre/FGV, percebe-se que o PIB per capita cresceu 0,4% no terceiro trimestre de 2019 e, caso seja mantido esse ritmo, apenas em 2037, em 18 anos, o PIB per capita será o mesmo do período pré-recessão, no primeiro trimestre de 2014.