Foto: Leonardo Sá/Agência Senado

O Congresso se reúne, nesta terça-feira (03), para analisar vetos presidenciais. Dois deles tratam da Reforma Partidária e Eleitoral de setembro (Lei nº 13.877/19), que envolve a permissão para que partidos paguem multas, dívidas e sanções com recursos do Fundo Partidário e a retomada das propagandas partidárias gratuitas em rádio e TV.

Na semana passada, o Congresso derrubou sete vetos do presidente Jair Bolsonaro à minirreforma eleitoral, incluindo o que impedia os parlamentares de aumentar quanto quisessem o Fundo Eleitoral, destinado a financiar as campanhas políticas. Assim, deputados e senadores poderão definir a cada eleição o valor do fundo público. Para a disputa municipal do ano que vem, dirigentes partidários trabalham para que a quantia seja de R$ 4 bilhões. Já o governo propõe R$ 2,034 bilhões.

Compartilhe