Foto: Fabio Rodrigues Pozzebom/ Agencia Brasil

O Conselho de Ética da Câmara, nesta terça-feira (26), iniciou dois processos de cassação de mandato do deputado Eduardo Bolsonaro (PSL-SP). Um dos processos foi requerido pela Rede, Psol, PT e PCdoB, que alegam a quebra de decoro parlamentar e atentado contra a democracia na fala de Eduardo sobre um novo AI-5. 

O outro processo foi representado pelo PSL, por conta de ofensas trocadas entre o deputado e Joice Hasselmann (PSL-SP), após a deputada ter perdido a liderança no Congresso. O filho do presidente acredita que sua defesa é garantida pela imunidade parlamentar de opiniões, palavras e votos. 

Os relatores do primeiro processo serão Igor Timo (Pode-MG), Darci de Matos (PSD-SC) e Sidney Leite (PSD-AM). Já do segundo, Eduardo Costa (PTB-PA), Márcio Marinho (Republicanos-BA) e Márcio Jerry (PCdoB-MA). 

Compartilhe