Foto: Cleia Viana/Câmara dos Deputados

No Dia da Consciência Negra, nesta quarta-feira (20), a Comissão de Educação da Câmara, juntamente à Frente Parlamentar em Defesa da Escola Pública e em Respeito ao Profissional da Educação, especialistas reivindicaram igualdade de oportunidades entre brancos e negros. 

“A gente precisa garantir educação de qualidade. Isso é fundamental. Precisamos garantir trabalho para a população negra, precisamos garantir saúde, moradia. Ou seja: precisamos garantir políticas públicas para efetivar os direitos que estão na nossa Constituição”, afirmou Catarina Santos, professora da faculdade de educação da Universidade de Brasília. 

A recente pesquisa do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) demonstra que 56% da população brasileira é negra e que, apesar disso, o nível de renda, condições de moradia, escolaridade, acesso a bens e serviços, bem como a desvantagem no mercado de trabalho e a sujeição à violência é desigual em relação aos brancos.

Compartilhe