Foto: Marcos Corrêa/PR

A gestão Jair Bolsonaro indicou uma mudança de postura nesta quarta-feira (20), ao anunciar que o país participará da Conferência do Clima das Nações Unidas em Madri (COP-25) e que solicitará apoio financeiro para combater o desmatamento na Amazônia. 

O presidente Bolsonaro afirmou que o desmatamento é “você não vai acabar com o desmatamento nem com as queimadas. É cultural”. No entanto, prometeu uma medida provisória para a regularização fundiária na floresta amazônica. 

A solicitação ocorre após alguns meses que o governo paralisou os repasses do Fundo da Amazônia, principal política pública de combate ao desmatamento, que era financiado pela Noruega e Alemanha.

Compartilhe