Foto: Beto Silva/Norte Energia

A capacidade instalada do parque gerador da Eletrobras cresceu 4% no terceiro trimestre de 2019 em relação ao período anterior, totalizando 50.429 megawatts (MW), o equivalente a 30,2% da capacidade total do país.

Segundo a empresa, o crescimento se deveu, principalmente, à entrada em operação de duas unidades geradoras da hidrelétrica de Belo Monte, no rio Xingu (PA), e ao início de operação comercial da segunda máquina da hidrelétrica de Sinop (MT).

Na área de transmissão houve o oposto. Devido à venda de participação em sociedades de propósito específico (SPEs) de transmissão, 101 quilômetros de linhas foram reduzidos. A venda de participações em SPEs, até setembro de 2019, gerou um caixa de R$ 798 milhões.Ainda se encontram em processo de venda 30 SPEs.

A Eletrobras é responsável por 70.924 quilômetros(ou 45,2%) do sistema de transmissão de energia do país. A empresa divulgou na segunda-feira um lucro líquido de R$ 651 milhões no terceiro trimestre deste ano, revertendo um prejuízo de R$ 2,26 bilhões em igual período de 2018.

Potencial de geração

O secretário adjunto de Planejamento e Desenvolvimento Energético do Ministério de Minas e Energia, Hélvio Neves Guerra, defendeu a construção de hidrelétricas de médio porte para oferecer mais segurança ao sistema elétrico do país.

Ao participar, na semana passada, de evento organizado pela Fundação FHC, o secretário disse que há potencial nas regiões Sudeste e Centro-Oeste para alcançar 15 mil MW, com usinas de médio porte, entre 300 MW e 400 MW cada.

O secretário explicou que devido ao esgotamento do potencial hidrelétrico próximo aos centros de consumo, a geração hidrelétrica tem avançado por novas fronteiras, em áreas mais sensíveis do ponto de vista ambiental. Por isso praticamente abandonou-se a construção de hidrelétricas com reservatórios, que dão mais segurança ao sistema elétrico por estocarem água para geração de energia durante a estiagem. Mas abriu-se espaço para as fontes eólica e solar (esta garante geração ao longo de todo o ano).

Compartilhe