Foto: Embraer/Divulgação

As empresas Embraer e Boeing anunciaram nesta segunda-feira (18) que a joint venture (união das duas empresas em uma nova parceria), chamada de Boeing Embraer-Defense, será realizada para desenvolver e promover novos mercados para a aeronave cargueira C-390 Millennium. Neste acordo, a Embraer detém 51% da participação, enquanto a Boeing detém 49%.

O C-390 Millennium era chamado de KC-390 e é um cargueiro militar, o maior avião já produzido no Brasil. Segundo a companhia, existe um acordo para a produção de 28 aeronaves desse tipo para a Força Aérea Brasileira. 

“O C-390 Millennium é capaz de executar uma variedade de missões, como reabastecimento aéreo, transporte de carga e tropas, lançamento aéreo de carga e paraquedistas, busca e salvamento, combate aéreo a incêndios e missões humanitárias”, afirmou a empresa. 

Além disso, anunciaram uma outra join venture, chamada “Boeing Brasil-Commercial”, que detém de 80% da participação da Boeing e 20% da Embraer, que atua nas operações de aviação comercial. 

Compartilhe