Foto: Rogério Florentino Pereira/Olhar Direto

O presidente do Supremo Tribunal Federal, ministro Dias Toffoli, intimou o Banco Central a enviar cópias dos relatórios de inteligência financeira (RIFs) que o antigo Coaf produziu nos últimos três anos. 

Com os dados sigilosos revelados, o STF acessou 412,5 mil contas de pessoas físicas e 186,2 mil de pessoas jurídicas. Em julho, o ministro havia suspendido todas as investigações do país que utilizaram o Coaf e a Receita Federal sem prévia autorização judicial, a pedido de Flávio Bolsonaro. Agora, o pedido é no âmbito deste mesmo processo. 

A Unidade de Inteligência Financeira afirmou que existe “um número considerável de pessoas expostas politicamente e de pessoas com prerrogativa de foro por função” citados nos relatórios e que isso traz riscos a outras investigações em curso em todas as instâncias da Justiça, demandando cautela para proteger estes dados. 

 

Compartilhe