Foto: Eduardo Seidl/Palácio Piratini

O Governo brasileiro pôs em prática o compromisso assumido na Organização Mundial do Comércio (OMC) de estabelecer uma quota de importação anual de trigo com alíquota zero: 750 mil toneladas por tempo indeterminado.

A medida recebeu a aprovação do Comitê Executivo de Gestão (Gecex) da Câmara de Comércio Exterior (CAMEX) em reunião na última terça-feira (5), advinda do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento. De acordo com o documento, excetuados os países com que o Brasil tem vínculos de livre comércio para o trigo, todos os outros países serão beneficiados pela quota.

A Tarifa Externa Comum (TEC) de 10% era cobrado dos países que exportavam trigo para a indústria brasileira, menos dos países do MERCOSUL – por conta do acordo de livre comércio, estes já exportavam trigo para o Brasil sem a TEC.

Compartilhe