Luis Macedo/Câmara dos Deputados

O presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ), afirmou nesta quarta-feira (6) que o objetivo da Casa é votar a reforma administrativa até julho de 2020. As mudanças devem implicar regras para novos servidores, diminuindo gastos e aumentando a qualidade do serviço. 

“Do meu ponto de vista, a parte da Câmara certamente estará aprovada até o final do primeiro semestre do próximo ano. […] São dois eixos. Não é só gastar menos, é gastar bem. O Brasil hoje gasta muito e gasta mal. Você não vai tratar só do ponto de vista da economia, a reforma administrativa parte da qualidade do serviço público”, explicou Maia. 

A equipe econômica enviou na terça-feira (5) o pacote de mudanças e propostas do governo para o Senado, que buscam reduzir gastos públicos emergencialmente, redistribuir a divisão de recursos entre União, estados, Distrito Federal e municípios. 

Compartilhe