Foto: Bruno Rocha/Fotoarena/Estadão Conteúdo

Após a aprovação da Reforma da Previdência, tramita agora a possível PEC paralela, que estende as novas regras para estados e municípios. Segundo o Tesouro Nacional, aproximadamente 14 governadores se adiantaram e estão estudando suas próprias reformas. 

Apesar de realizarem estudos regionais, a tendência é que as regras sejam alinhadas com o que foi aprovado pelo Congresso a respeito do funcionalismo federal, isto é, regra mínima de 65 anos para homens e 62 para mulheres e considerar o tempo de transição para funcionários ativos. 

Além disso, é possível que os governadores elevem a alíquota de contribuição dos servidores estaduais. Na União, as alíquotas podem chegar até 22%. O estado de São Paulo divulgou que pode elevar a alíquota de 11% para 14%. 

Compartilhe