Kentaro IEMOTO / Flickr

Parece coisa saída de um filme de ficção científica. E é. Durante uma feira de Segurança na província de Shenzhen, China, uma nova tecnologia no sentido de antecipar crimes foi demonstrada, embora já esteja sendo testada na região de Xinjiang, no Oeste do país.

Trata-se de um “reconhecimento emocional”. Uma tecnologia em tese capaz de decifrar as reações do rosto das pessoas e dessa maneira antecipar intenções como a de cometer um crime ou mesmo atentado terrorista.

A invenção segue a tendência do reconhecimento de multidões, de retina e facial. Companhias como Amazon, Microsoft e Google já estão estudando o desenvolvimento dessas teconologias, mas, segundo analistas, elas ainda necessitam de aprimoramento e não devem ser lançadas em grande escala pelos próximos 5 anos.

Compartilhe