Jefferson Rudy/Agência Senado

Após a aprovação do texto-base da reforma da Previdência nesta terça-feira (22), o Senado aprovou definitivamente a medida nesta quarta-feira (23), com as últimas alterações no texto. A sessão terminou com agradecimentos ao relator Tasso Jereissati, pelo “espírito democrático” que também reconheceu excessos apresentados pelo texto inicial.

A Comissão de Constituição, Justiça e Cidadania (CCJ) do Senado irá votar o relatório sobre as 168 emendas à PEC paralela da reforma da Previdência (PEC 133/2019) no dia 6 de novembro. 

O relatório foi apresentado nesta quarta na CCJ e assegura o acesso a recursos da União para estados, Distrito Federal e municípios. 

Compartilhe