ADRIANO MACHADO/REUTERS

Nesta segunda-feira (21), houve uma reviravolta no PSL, onde a ala bolsonarista conseguiu 28 assinaturas válidas em apoio à Eduardo Bolsonaro (SP) para o cargo de líder do partido da Câmara. O deputado Delegado Waldir (GO) decidiu entregar o cargo ao filho do presidente e fez o anúncio por meio de um vídeo em suas redes sociais.

“A gente está tentando colocar panos quentes desde ontem, sem falar nada em rede social, hoje participei da sessão da família. Pretendo continuar colocando adiante hoje o pacote anticrime do ministro [Sergio] Moro. Quem faz o julgamento são as pessoas. O deputado aqui presta satisfação a seus eleitores.”, afirmou Eduardo. 

A reação imediata de Eduardo foi destituir 12 vice-líderes do PSL na Câmara, nomes sobretudo ligados a Luciano Bivar (PE), presidente do PSL, como Bozella, Nelson Barbudo (MT) e Joice Hasselmann (SP).

Compartilhe