Xinhua/Xin Yuewei

Na última sexta-feira, 18, o general Augusto Heleno, ministro-chefe do Gabinete da Segurança Institucional do Brasil, se reuniu com Yang Jiechi, membro do Birô Político e diretor do Escritório da Comissão de Relações Exteriores do Partido Comunista da China.

Durante a reunião, Yang afirmou que a China sempre desenvolveu o relacionamento com o Brasil a partir de uma perspectiva estratégica, para um longo prazo e melhor bilaterariedade. Tanto Yang quanto Augusto Heleno acreditam na importância do relacionamento entre os países e desejam continuar fomentando a parceria estratégica.

Yang destacou que as relações entre os dois países já ocorrem há 45 anos, de maneira estável, saudável e favorável para o desenvolvimento comercial. Yang acrescentou ainda que a cooperação pragmática em diversos aspectos foi frutífera e se tornou um modelo de desenvolvimento conjunto entre grandes países em desenvolvimento.

Yang prometeu que a China auxiliará o Brasil na organização do encontro dos Brics, no Brasil, em novembro. Assegurou ainda que a China tem o interesse na interação da Iniciativa do Cinturão e Rota com o plano de desenvolvimento do Brasil e reforçar os intercâmbios entre pessoas, as interações e comunicação regionais, assim como a coordenação em assuntos regionais e internacionais, a fim de gerar novos benefícios para os dois países e povos.

Já Augusto Heleno disse que a 9ª Reunião dos Altos Representantes do BRICS para Assuntos de Segurança encontrou um consenso amplo que reforçou a unidade e a cooperação entre os cinco países. Afirmou ainda que considera importante a relação com a China e mencionou que a parte brasileira espera a viagem de Xi ao Brasil no mês próximo para participar da reunião de líderes do BRICS.

Compartilhe