ALEX BRANDON/AP/REX/SHUTTERSTOCK

Mark Zuckerberg veio nesta quinta-feira (17/10) a público, durante evento na Universidade de Georgetown, defender que o Facebook, plataforma da qual é fundador e CEO, adote uma postura de imparcialidade total em relação a anúncios de cunho político. Inclusive os mentirosos.

Segundo Zuckerberg, a sociedade precisa aceitar que propagandas com informações falsas fazem parte da atual realidade, e que deve caber às pessoas decidir se uma determinada mensagem é crível. E acrescentou: “As pessoas não querem viver em um mundo onde você só pode dizer coisas que as empresas de tecnologia decidem ser cem por cento verdadeiras”.

 

Compartilhe