Reprodução

Primeiro Utah, depois Havaí, e então Donald Trump decidiu: o próximo encontro do G7, marcado para Junho de 2020, acontecerá na Flórida, mais precisamente em seu resort, no condado de Doral.

Tal decisão provocou críticas imediatas da oposição e de parte da mídia norte-americana, que alegaram que Trump lucraria com o evento, mas Mick Mulvaney, chefe de gabinete, foi direto quando perguntado se o referido resort era o único onde o evento poderia ocorrer: “não é o único, é o melhor

Compartilhe