Clara Angeleas/SEC
Spread the love

A Secretaria da Economia Criativa tem como objetivo principal impulsionar a dimensão socioeconômica das atividades culturais e contribuir para o desenvolvimento do Brasil. Nesta terça-feira (8), o advogado Cezar Schirmer assumiu o cargo de secretário da Economia Criativa da Secretaria Especial da Cultura do Ministério da Cidadania.

“É fundamental trabalhar com o olhar mais atento aos municípios porque é na ponta que as coisas acontecem. Temos que deliberar pensando lá na ponta, nas circunstâncias e na realidade local, o que vai nos indicar o melhor rumo. Essa horizontalidade é muito relevante no trabalho que vamos desenvolver. O Brasil tem uma riqueza cultural notável, multifacetada, considerando as muitas realidades municipais e regionais”, afirmou Schirmer. 

A economia criativa engloba diversos setores, desde a produção de bens até serviços culturais. A Federação das Indústrias do Rio de Janeiro (Firjan) informou que 2,61% da riqueza do PIB de 2017 foi advindo da economia criativa, representando R$ 171,5 bilhões e aproximadamente 837 mil postos de trabalho.