Reprodução

A Secretaria Especial da Cultura, do Ministério da Cidadania, irá destinar R$ 24 milhões até o fim de 2019, advindos do Fundo Nacional da Cultura, para projetos que fomentem e incentivem a produção cultural no Brasil. São 17 projetos aprovados pela Comissão do Fundo Nacional de Cultura. Um dos projetos é a Cinemateca Brasileira, de São Paulo.

“A Cinemateca nasceu com a missão de preservar a memória audiovisual brasileira. Hoje ela é feita principalmente mantendo vivo o nosso acervo fílmico, nosso acervo não fílmico, a gente tem muitas iniciativas de difusão desse acervo, mostras, mostras aqui na Cinemateca com duas salas de cinema e mostras fora da Cinemateca. A gente provê bastante material fílmico para exibição fora daqui”, afirmou Rodrigo Mercês,coordenador de preservação da Cinemateca Brasileira. 

Na Cinemateca estão mais de 245 mil rolos de filme, documentários, cinejornais, filmes publicitários, registros familiares, nacionais e estrangeiros, desde 1910. A organização estima que 80% do acervo foi doado de forma voluntária ao espaço. A equipe digitaliza as obras e duplica os filmes, para manter a memória viva da história. Os recursos serão utilizados na duplicação dos filmes. A meta é duplicar, em um ano, 400 rolos. 

 

Compartilhe