José Cruz/Agência Brasil

A Polícia Federal solicitou que uma segunda investigação fosse aberta para apurar as contas de campanha do ministro do Turismo, Marcelo Álvaro Antônio, em decorrência do caso de candidatos “laranjas” do Partido Social Liberal (PSL). 

A Folha de S. Paulo informou, neste domingo (6), que uma planilha e um depoimento apreendidos revelam movimentos de dinheiro suspeitos. Álvaro Antônio era coordenador da candidatura presidencial em Minas Gerais e foi eleito deputado federal pelo estado em 2018. 

O Ministério Público irá deliberar sobre a abertura da investigação. A suspeita é que o ministro pode ter movimentado recursos de campanha sem declarar para a Justiça Eleitoral. Álvaro Antônio nega envolvimento com irregularidades eleitorais. 

Compartilhe