iStock
Spread the love

Já são 19 casos fatais e mais de 1.000 vítimas de distúrbios que precisaram de internação pelo vício do ‘vaping’ — o uso de cigarro eletrônico. Levando em conta os episódios que não resultaram em morte, houve um aumento de 250 casos em apenas uma semana.

O surto já causa polêmica há semanas, mas agora começa a preocupar de forma decisiva o governo americano e formadores de opinião.

Na rede CNN, reconhecidamente liberal, houve inclusive um momento de inusitada discordância entre dois âncoras tidos como bandeiras do canal, Chris Cuomo e Don Lemon. Enquanto Cuomo defendia o banimento completo dos cigarros eletrônicos, Lemon argumentava que o banimento puro e simples, sem maiores investigações, o incomodava.

O sucesso dos cigarros eletrônicos está ligado diretamente à ideia de que ele facilita o abandono do cigarro comum, tido como mais nocivo à saúde.