iStock
Spread the love

O encontro estava marcado para Washington DC e contava com a participação de 28 importantes convidados. A pauta: debater como a Libra, criptomoeda a ser lançada pelo Facebook, deveria se posicionar perante os órgãos reguladores.

A questão é que só 27 acabaram comparecendo, já que o PayPal, um desejado parceiro no projeto, decidiu se afastar.

A situação é no mínimo delicada para a plataforma social, e por dois motivos: o primeiro se deve ao fato de que o executivo escalado para executar o projeto, David Marcus, é ex-presidente do PayPal. O segundo é que vozes no mercado indicam que o possível parceiro está preocupado com a proteção de informações pessoais de clientes e com a capacidade do Facebook de impedir que a moeda seja usada para lavagem de dinheiro.