TÂNIA RÊGO/AGÊNCIA BRASIL
Spread the love

O governo propôs, nesta quinta-feira (3), a divisão do dinheiro do pré-sal entre Senado e Câmara. O dinheiro será arrecadado por meio do megaleilão de petróleo e poderá ser dividido entre deputados e senadores através de um aumento dos recursos das emendas parlamentares. 

O Planalto espera que, desta forma, a disputa de interesses políticos, tanto regionais quanto nacionais, entre governadores e prefeitos, possa destravar a votação da reforma da Previdência em segundo turno. 

Segundo a proposta apresentada, a partilha seria que, Estados, municípios e parlamentares (contemplados pelas emendas), ficariam com R$ 7,3 bilhões cada. A expectativa é arrecadar R$ 106,5 bilhões no megaleilão, que tem data marcada para 6 de novembro.