Divulgação
Spread the love

O Governo Federal lançou na última semana uma nova plataforma de pagamentos de serviços para o governo, o PagTesouro, que vai aos poucos substituir o boleto de Guia de Recolhimento da União (GRU).

Uma grande evolução, da parte da União, que vai modernizar a interação entre o governo e o cidadão, reduzir a burocracia e o tempo de resposta do Estado para a sociedade e aumentar a eficiência dos serviços públicos.

Em um mundo da internet das coisas e na era dos bancos digitais e da tecnologia, era ilógico que para o pagamento de qualquer taxa, multa, ou outra coisa à União fosse necessário o pagamento apenas em um único banco e se o cidadão não tivesse conta naquele banco, era necessário emitir um boleto, sacar o dinheiro e se dirigir a um caixa para efetuar o pagamento da GRU, uma verdadeira perda de tempo.

A nova plataforma permitirá que os pagamentos de taxas por serviços públicos migrem gradativamente para formas mais atualizadas e instantâneas, como a carteira digital.

Apesar de ainda estar em fase de testes, o lançamento demonstra que a máquina pública está se alinhando com as tendências tecnológicas e de mercado e com as melhores práticas mundiais do setor, o PagTesouro traz segurança e eficiência para o cidadão, e representa o compromisso de Estado com a retomada do crescimento econômico, apoiado na tecnologia e na transformação digital.

Sem sombra de dúvida, esse é um movimento de transformação digital, segundo o governo a espera de dois dias para se compensar vai ser reduzido para em tempo real. Isso abre um leque de oportunidades de automação de processos do governo, permitindo aumentar a produtividade, melhorar a eficiência e reduzir o custo do Estado.

Dai a César o que é de César, esse foi um golaço do governo.