Agência Brasil
Spread the love

O senador Roberto Rocha (PSDB-MA), relator da Reforma Tributária na CCJ do Senado, apresenta seu parecer esta semana. Como o ex-secretário da Receita Federal Marcos Cintra, ele defende a criação de um imposto sobre movimentação financeira, mas desde que este incida apenas sobre pessoas jurídicas e não sobre pessoas físicas.

Em debate na Confederação Nacional dos Transportes (CNT), Rocha antecipou que excluirá da reforma a criação de impostos seletivos, que seriam cobrados sobre bens específicos, como cigarros e bebidas alcoólicas, e que mudará o “fundo de desenvolvimento regional” proposto pelos governadores para um fundo de desenvolvimento. Ele acredita ser possível votar a reforma no Senado em outubro.