Foto: Wilton Junior/Estadão Conteúdo
Spread the love

Marcelo Crivella, prefeito do Rio de Janeiro, tentou, nessa última semana, censurar uma revista em quadrinhos da Marvel que estava á venda na Bienal do Livro, por conta de uma ilustração de um beijo entre dois personagens masculinos, e chegou a mandar “fiscais da Prefeitura” para recolherem publicações com temática LGBT que não estivessem devidamente lacradas em plástico preto, por representarem atentado à moral e aos bons costumes.

A ação de Crivella se alia a de outros políticos que, desde a vitória do presidente Jair Bolsonaro, vêm corroborando para dar força a uma “onda conservadora” que se abate sobre o País. Os ministros do STF se posicionaram com vetos às tentativas de censura do prefeito, que disputará a reeleição em 2020.

A Bienal foi encerrada ontem (8) com declarações de editoras e autores favoráveis à publicação de todo e qualquer material literário, sempre com respeito às minorias e com a intenção de levar conhecimento a todos.