Divulgação/Geledés

O Instituto Geledés lançou um dos relatórios do projeto “Mulheres Negras do Cone Sul: Seu relato em preto e branco”, que reúne um mapeamento sobre as condições da população negra de existência, analisando o progresso dos Objetivos do Desenvolvimento do Milênio e de Desenvolvimento Sustentável da ONU no Cone Sul. 

“O projeto foi um esforço de organizações de mulheres negras dessa região em avaliar os avanços obtidos, ao menos nos últimos 15 anos, em relação aos Objetivos do Milênio e como estes foram desenvolvidos nessa região. Também buscou-se mapear os desafios para a execução dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável daqui para a frente”, afirmou Lúcia Xavier, coordenadora de Criola. 

A publicação foi lançada em português e espanhol, com o apoio do Programa de Cooperação com a População Afrodescendente do Cone Sul da Agência Espanhola de Cooperação Internacional para o Desenvolvimento e a ONU Mulheres, após quatro anos de muito trabalho.

Compartilhe