Foto: Agência Cãmara

O Partido Socialista Brasileiro (PSB) decidiu, por 83 votos favoráveis, expulsar o deputado federal Átila Lira, representante do estado do Piauí, por seu voto favorável à reforma da Previdência na Câmara dos Deputados, contrariando a bancada notadamente contrária à pauta.

Outros dez parlamentares do partido desobedeceram à orientação partidária no primeiro turno e poderão sofrer sanções por votarem a favor do texto que muda as aposentadorias, mesmo que, no segundo turno, o quórum tenha diminuído.

O líder do PSB na Câmara, Tadeu Alencar (Pernambuco), foi responsável pelo pedido de expulsão do colega. O próximo caso a ser analisado será o de Emidinho Madeira (Minas Gerais), mas a tendência da maioria é apenas sofrer sanções intrapartidárias, como perdas de presidência de comissões e cargos no governo.

Compartilhe