Jorge William / Agência O Globo

Dois pedidos de expulsão do deputado federal Aécio Neves (MG) foram rejeitados nesta quarta-feira (21) pela Executiva Nacional do PSDB. Dos 35 presentes na reunião, 30 votaram pelo arquivamento da solicitação. 

A reunião durou 5 horas e contou com diversos momentos de tensão. João Doria, que havia cobrado a expulsão do deputado, escreveu: “Cada membro da executiva deve responder por sua posição. A minha é clara: Aécio Neves deve se afastar do PSDB e fazer sua defesa fora do partido. O derrotado, nesse caso, não foi quem defendeu o afastamento de Aécio. Quem perdeu foi o Brasil”. 

O presidente do partido, Bruno Araújo, afirmou que a Executiva “respeitou as instâncias do partido, respeitou o procedimento de forma democrática. Em cinco horas, o partido decidiu pelo arquivamento. O assunto Aécio Neves em relação aos fatos apresentados está encerrado”.