AP Photo/Mary Altaffer

              Não seria exatamente uma mudança radical, de todo modo Joseph Tsai — cuja fortuna é avaliada em U$ 9,7 bilhões — já detém 49% das ações do Brooklyn Nets, mas sacramentaria um acordo firmado em 2017, quando o empresário taiwanês-canadense e cofundador da plataforma Alibaba adquiriu um pequeno montante de ações com a opção de comprar o restante até 2021.

Agora, o acordo elevaria o valor da franquia da NBA, rival na cidade do New York Knicks, ao patamar de U$ 2,35 bilhões. Um recorde — mesmo considerando todos os esportes americanos.

Quem não pode se queixar é Mikhail Prokhorov. Quando adquiriu o Nets em 2010, o bilionário russo gastou sete vezes menos.

Compartilhe