Paulo Pinto/Fotos Públicas

A carga tributária do Brasil atingiu seu recorde histórico desde 1947, representando 35,07% do Produto Interno Bruto (PIB) em 2018, proporcional à R$ 2,39 trilhões. Anteriormente o recorde era de 2008.

Em 2018, o trabalhador brasileiro teve de trabalhar 128 dias para quitar suas contas com o Fisco e pagou em média R$ 11.494 em impostos. Segundo José Roberto Afonso e Kleber de Castro, ambos economistas, os tributos sobre pessoas físicas e empresas cresceu 1,33 pontos percentuais em relação à 2017. 

De acordo com Afonso, deveria haver uma reforma dos tributos indiretos.  “A natureza da nova economia depõe contra a carga tributária alta, como é o caso brasileiro. Não é uma questão de lei, de alíquota, mas sim de base de cálculo, cada vez menor ou mais fugitiva”, afirmou.