Foto da ONU / Jean-Marc Ferré

            Novo primeiro-ministro britânico, Boris Johnson pareceu animado em seu discurso de estreia no Parlamento britânico, quando anunciou tempos alvissareiros para o Reino Unido e prometeu entregar o Brexit no dia 31 de outubro.

O problema é que o próprio Johnson enxerga no fim do backstop irlandês a chave para que seja encontrado um acordo com a União Europeia, ao passo que o negociador europeu, o francês Michel Barnier, considera o ponto fora de questão.

Vale dizer, contudo, que o polêmico premiê não descarta a possibilidade de uma saída da UE sem qualquer acordo.