Marcos Santos/USP Imagens

A expectativa para a próxima reunião do Comitê de Política Monetária (Copom) do Banco Central, dias 30 e 31 de julho, é que seja decidida a queda de 6,5% ao ano na taxa de juros básica, a Selic.

De acordo com economistas, se a Selic atingir um novo piso histórico, a caderneta será uma ótima opção de investimento. Informaram também que até a nova poupança será uma boa alternativa para reservas de emergência a curto prazo, ganhando do Tesouro Selic para aplicações em até 6 meses. 

“A poupança velha está imbatível. Ela ganha de todos os investimentos lastreados em juros, pois rende 6,17% ao ano. As melhores aplicações rendem a Selic, atual de 6,50% ao ano, mas ainda têm a incidência do Impostos de Renda e da taxa de administração cobrada pelos bancos”, informou Miguel José Ribeiro de Oliveira, diretor executivo de Estudos e Pesquisas Econômicas da Associação Nacional dos Executivos de Finanças, Administração e Contabilidade (Afenac).