Chip Somodevilla/Getty Images

O presidente americano, Donald Trump, promete rever o acordo entre a Amazon e o Pentágono no valor de U$ 10 bilhões. Em princípio, a concorrência pelo contrato, que envolve a nuvem e a modernização do sistema de comunicação do Departamento de Defesa, se deu entre a própria Amazon, a Microsoft, a IBM e a Oracle, sendo que as duas últimas acabaram sendo descartadas da disputa final.

Acontece que as queixas sobre o sistema de disputa não demoraram a aparecer. A Oracle, por exemplo, recorreu à Justiça para que as bases da concorrência fossem revistas (o juiz negou essa possibilidade).

Contudo, Trump promete examinar com cuidado o acerto. Curiosamente, Jeff Bezos, chefe-executivo da Amazon, também é dono do Washington Post, jornal que adota uma postura crítica de sua administração.