Roberto Parizotti

O comando da Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT) decidiu, por unanimidade, uma nova maneira de calcular a tabela de frete rodoviário. A ANTT teve de atender aos pedidos do caminhoneiros autônomos, transportadoras e entidades do setor de produção. 

A agência ajustou a metodologia de cálculo do piso do frete e irá divulgar a nova tabela na próxima semana. O novo valor mínimo prevê composições de veículos por eixo para cargas de container, perigosas e neogranel. 

Outras mudanças foram a inclusão da velocidade de deslocamento do veículo carregado e descarregado, a jornada de trabalho do motorista e despesas com manutenção, IPVA e licenciamento do veículo.