Valter Campanato/Agência Brasil

Quando o presidente Jair Bolsonaro anunciou a transferência da coordenação política para a Secretaria de Governo da Presidência, houve forte especulação sobre uma eventual demissão do ministro da Casa Civil, Onyx Lorenzoni (DEM).

Muitos parlamentares, entretanto, creditaram a ele o sucesso na aprovação da Reforma da Previdência. O presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), fez questão de destacar seu papel no processo.

O sentimento no Congresso é de que o ministro sai do trâmite fortalecido. Ele tem trabalhado afinado com o ministro da Secretaria de Governo, general Luiz Eduardo Ramos.