Jan Truter (CC, Flickr)

A Organização das Nações Unidas (ONU), em seu 2º Objetivo de Desenvolvimento Sustentável, que tem como objetivo atingir a fome zero até 2030, lançou um relatório nesta segunda-feira (15) sobre “O estado da segurança alimentar e da nutrição no mundo”.

Segundo o relatório, as metas do ODS2 estão muito longes de serem alcançadas. Desafios como o sobrepeso e a obesidade, sobretudo entre crianças e adultos são comuns em todas as regiões do planeta. 

Ao mesmo tempo, a fome está aumentando em muitos países estagnados na economia, especialmente os de renda média e que dependem de matérias-primas advindas do comércio internacional. A fome denuncia também o crescimento da desigualdade de renda no mundo. A América do Sul concentra 55% das pessoas que passam fome no mundo. 

“Devemos fomentar uma transformação estrutural inclusiva e favorável aos pobres, centrada nas pessoas e nas comunidades, para reduzir a vulnerabilidade econômica e caminharmos para a erradicação da fome, da insegurança alimentar e de todas as formas de desnutrição”, afirmaram oficiais das Nações Unidas.