Michel Jesus/ Câmara dos Deputados

O Projeto de Lei 2142/2019 tem como objetivo garantir que os agentes políticos eleitos (tanto no poder Executivo quanto Legislativo) e seus parentes consanguíneos utilizem o Sistema Único de Saúde durante o mandato.

O Deputado Boca Aberta (Pros-PR) é autor da proposta e defende que essa é uma medida para combater o descaso dos dirigentes públicos quanto a área da saúde pública. De acordo com ele, dos R$47,3 bilhões gastos em investimentos pelo governo federal, apenas 8,2% foi repassado ao Ministério da Saúde. 

“Quem perde é a população carente, visto que os políticos se internam nos melhores hospitais particulares do Brasil para realizarem qualquer tratamento médico. Esse quadro de descaso com a saúde pública somente vai ser alterado quando os agentes públicos eleitos para os poderes Executivo e Legislativo federal forem obrigados a utilizar o serviço público hospitalar em caso de doenças ou enfermidades”, afirmou o autor.