Pedro Moraes/GOVBA

A Comissão de Assuntos Sociais (CAS), aprovou em caráter terminativo nesta quarta-feira (10), o projeto que permite a meia-entrada aos doadores de sangue. O texto ainda irá para a Câmara. A medida visa que o usuário faça pelo menos três doações por ano para serem contemplados. 

O texto modifica a Lei da Meia-Entrada, de 2013, que já beneficia estudantes, idosos, pessoas com deficiência e seus acompanhantes, bem como jovens de vulnerabilidade socioeconômica entre 15 e 29 anos. A proposta é apenas estender o benefício aos doadores. 

“Esse percentual está abaixo de parâmetro da Organização Mundial da Saúde (OMS), que é de engajamento de ao menos 4% da população de um país nesse tipo de doação. A escassez é então um grande problema para os bancos de sangue do país, visto que a doação é essencial para a saúde pública”, afirmou o senador Fabiano Contarato (Rede-ES), relator da proposta.