REUTERS/Peter Nicholls

O Comitê Nacional para a Repartição de Antiguidades do Egito solicitou à Interpol que localize o busto de faraó egípcio Tutancâmon nesta terça-feira (9).

A relíquia de quartzito mede 28,5cm de altura e foi leiloada por US$5,97 milhões e foi considerada uma das vendas mais polêmicas da casa de leilões Christie’s. A solicitação ocorreu por falta de documentações do comprador necessárias à venda.

“O comitê expressa seu profundo descontentamento com o comportamento pouco profissional” que permitiu “vender antiguidades egípcias sem proporcionar os documentos sobre propriedade e provas de exportação legal a partir do Egito”, informou o NCAR.