Reprodução

A startup Him & Hers está encontrando problemas para manter as suas propagandas no Facebook. Comercializando toda sorte de remédios que envolvam o bem-estar, de disfunção erétil para herpes oral a ansiedade e queda de cabelo, a empresa está presente tanto na televisão quando no rádio e em outdoors, mas a coisa muda de figura quando se trata de internet. Especialmente o Facebook.

A gigante comandada por Mark Zuckerberg, recentemente criticada por sua política de privacidade e a revelação de que negociou dados de usuários com empresas como a Cambridge Analytica, não foi clara sobre o que a levou a retirar os anúncios. Consultado, o Facebook declarou que tais peças feriam as regras internas para a publicidade, mas outros tantos anúncios da Him & Hers continuaram na plataforma — só foi retirado o reclame do sildenafil, o Viagra genérico.

Por sua vez, a FDA — Food and Drug Administration —, agência reguladora de alimentos e remédios, disse que os anúncios não podem “fugir do motivo central” para o consumo da droga, tampouco “facilitar o seu consumo sem a recomendação de consulta médica”.