Kyodo via AP Images

A Internet das Coisas (IoT, em inglês) compreenderá a próximas grande disputa entre o governo americano de Donald Trump e a gigante chinesa de tecnologia, Huawei. Quem aposta é o próprio fundador da companhia, Ren Zhengfei.

Segundo o empresário, a rapidez com que a empresa vem desenvolvendo chips e softwares para companhias que desejam automatizar suas linhas de produção deve fazer com que os chineses estabeleçam uma liderança e possivelmente o padrão a ser adotado em nível global.

De acordo com estimativas do governo chinês, o setor de IoT, avaliado em U$ 44 bilhões ano passado, deve crescer cerca de 25% este ano.

“Eles vão querer brigar”, declarou Zhengfei, para arrematar em seguida: “tudo bem, vamos brigar”.

Compartilhe