Durante reunião realizada no Ministério do Turismo, nesta quinta-feira (27), os integrantes do júri nacional do Programa Bandeira Azul recomendaram a certificação internacional de 13 praias e seis marinas que atenderam aos pré-requisitos do projeto.

Além de atestar a qualidade da água com exames periódicos de balneabilidade, infraestrutura, segurança e acessibilidade, as candidaturas apresentaram uma série de compromissos das comunidades com o meio ambiente e a sustentabilidade dos destinos turísticos durante a temporada 2019/2020.

Gabrielle Andrade, a coordenadora-geral de Sustentabilidade e Turismo Responsável do Ministério do Turismo, que integra o júri, comemorou a ampliação do programa para além do Sul e Sudeste, onde se concentra a maior parte das praias e marinas certificadas desde 2005. Na temporada passada, 15 indicações foram aprovadas em todo o Brasil. “A ampliação do número de candidaturas ao júri internacional é muito importante e demonstra o interesse dos gestores municipais em qualificar a oferta de praias como atrativos turísticos diferenciados e pautadas pelo turismo sustentável”, avaliou.